Iniciação ao Grau de Mestre de Marca

Um dia você foi convidado a se tornar um maçom. Reconheceram em você uma pedra bruta que, lapidada, comporia a muralha do Grande Templo. Você caminhou por caminhos escabrosos, seguiu a estrela rutilante e, já pronto para receber a grande honraria de fazer parte dos Mestres do Rei Salomão, ah, meu Deus, que desastre! A palavra está perdida!

Sabemos também, por relatos bíblicos, que o Templo do Rei Salomão fora terminado, mas não nos informaram quando ficara pronto nem quando fora consagrado. E os companheiros a quem fora prometido o aumento de salário, o grande Rei cumprira a promessa feita? Tantas dúvidas no ar… A história que nos ensinaram no mais alto grau da maçonaria simbólica parece estar incompleta. Mas onde podemos achar as respostas a tais dúvidas? Simples; ascendendo aos graus do Real Arco.

Mas o que é o Real Arco? A cerimônia do Real Arco foi considerada a mais importante em tempos imemoriais na Maçonaria, o verdadeiro complemento ao grau de Mestre Maçom. Sua importância pode ser verificado no Ato de União, que deu origem à Grande Loja Unida da Inglaterra, no qual se acha registrado: “Masonry consists of three degrees, including the Holy Royal Arch ( A Maçonaria consiste em três graus, incluindo o Sagrado Real Arco)”.

Enquanto na Inglaterra o Sagrado Arco Real é considerado um grau autônomo, assim como o grau de Mestre da Marca, nos Estados Unidos foi criado um sistema valorizando a didática, no qual os graus seriam concedidos em uma determinada sequência que valorizasse o aprendizado. Este sistema ficou conhecido como Rito de York (York Rite), do qual fazem parte os Capítulos do Real Arco, onde trabalham os graus de Mestre de Marca, Past Master, Mui Excelente Mestre e, finalmente, o Maçom do Real Arco.

Na Bahia, os belíssimos rituais do Real Arco podem ser praticados em qualquer um dos quatro capítulos ativos existentes atualmente: Capítulo Primaz da Bahia, em Feira de Santana; Companheirismo Baiano, em Salvador; Arca da Fidelidade, em Vitória da Conquista; e Visconde de Mauá, em Jequié. Além destes, já existem processos de instalação em Camaçari, Itabuna e Santo Estevão, um capítulo adormecido em Luís Eduardo Magalhães e muitas outras cidades anseiam pelo Real Arco.

Se você é Mestre Maçom e está a prumo com a Chancelaria e a Tesouraria de sua loja simbólica, está na hora de conhecer os lindos graus do Real Arco. No próximo dia 14 de maio, em Feira de Santana, o Capítulo Primaz da Bahia de Maçons do Real Arco irá conceder o grau de Mestre de Marca, o primeiro grau capitular do Rito de York. Não importa qual o rito que você pratica em sua loja ou a qual Obediência ela está filiada. Entre em contato agora mesmo com o nosso secretário e tire suas dúvidas.

É possível participar da Cerimônia de iniciação citada, que ocorrerá em feira, mesmo que se deseje ser filiado ao Capítulo de Salvador ou de Vitória da Conquista.

O Rito de York da Bahia espera por você.

Por Leonardo Abreu – MRA

Cerimônia de Adiantamento ao Grau de Mestre de Marca

Dia 14/05/2016, a partir das 14:00h

Capítulo Primaz da Bahia

Av. Presidente Dutra, 1258 – 1º andar – Feira de Santana – BA

Contato:    Cristóvão Amarante – Secretário

tel.: (75) 9 8831-5084

Deixe uma resposta