Maçonaria para leigos

Maçonaria Para LeigosA série de livros “Para Leigos” (tradução escolhida em português para “For Dummies“) é um grande sucesso mundial. Surgiu como manuais para tornar mais fácil a vida de quem se aventurava pela primeira vez no mundo dos computadores no início da década de 90, tanto que o público brasileiro estranhava quando começavam a aparecer os títulos extra-informática.

Recentemente a lista de traduções em português da série foi acrescida de um item precioso para nossa irmandade, o “Maçonaria Para Leigos”, simples, leve, completo e divertido. Eu já tinha lido o original em inglês e devo dizer que fiquei muito satisfeito com a tradução, que conseguiu adaptar a obra aos encantos de nossa lingua sem em nada perder de sua essência.

Uma das primeiras coisas que o leitor Brasileiro vai perceber (E que quando li o original em 2012 até me confundiu), é uma diferença de conceitos na palavra rito, que na Maçonaria dos Estados Unidos é sempre usada como um complemento das atividades em loja, algo como no Brasil nos referimos aos graus superiores. O Motivo disso é muito simples: praticamente existe apenas uma única maneira de se trabalhar nas lojas, sendo única, não precisa de nome. Claro que existem diferenças significativas entre o trabalho ritualístico de cada estado, mas mudar a posição das velas no altar ou o lugar onde um oficial senta não é suficiente para que se constitua um novo rito. Quando estiver conversando com um americano sobre Maçonaria, tenha em mente que ao se referir a Rito Escocês, ele vai achar que você se refere dos graus 4º ao 33º, provavelmente ele nem vai saber que existem graus de Aprendiz, Companheiro e Mestre no REAA. Da mesma forma, se você falar que trabalha no Rito de York, ele vai achar que você  está se refeSumario-paraLeigosrindo a um Capítulo de Maçons do Real Arco, Conselho Críptico ou Comanderia Templária, se você falar, por exemplo, que é companheiro em uma Loja do Rito de York ele vai ficar confuso, afinal, para eles Rito é sempre um complemento, uma extensão que no livro é tratada como “Corpos Aliados” (Veja imagem do índice do livro ao lado).

O Livro foi escrito por Christopher Hodapp, maçom americano, Past Master,  Grau 33 do REAA e Cavaleiro Templário do Rito de York. A edição brasileira é apresentada por nosso Irmão Kennyo Ismail, gabaritado escritor maçônico tupiniquim que além mesmas qualificações mencionadas para Christopher Hodapp é autor do Blog No Esquadro.   O título de “Para Leigos” não deve ser levado a risca, é um trabalho recomendado mesmo aos irmãos com algumas décadas de iniciados, pois todos terão oportunidade, além de apreciar uma leitura divertida e agradável, de ampliar os conceitos e conhecimentos sobre a Maçonaria.

OBS: Nosso irmão Kennyo também fez uma postagem sobre o lançamento desse livro em seu blog, para ler clique aqui.

Deixe uma resposta